O que é Diabetes?

O que é Diabetes?

Diabetes Mellitus é uma doença caracterizada pela elevação da glicose no sangue (hiperglicemia). Pode ocorrer devido a defeitos na secreção ou na ação do hormônio insulina, que é produzido no pâncreas, pelas chamadas células beta. A função principal da insulina é promover a entrada de glicose para as células do organismo de forma que ela possa ser aproveitada para as diversas atividades celulares. A falta da insulina ou um defeito na sua ação resulta portanto em acúmulo de glicose no sangue, o que chamamos de hiperglicemia.

Por que Tratar a Hiperglicemia?

A hiperglicemia é a elevação das taxas de açúcar no sangue e que deve ser controlada. Sabe-se que a hiperglicemia crônica através dos anos está associada a lesões da microcirculação, lesando e prejudicando o funcionamento de vários órgãos como os rins, os olhos, os nervos e o coração. Os pacientes que conseguem manter um bom controle da glicemia têm uma importante redução no risco de desenvolver tais complicações como já ficou demonstrado em vários estudos científicos.

Pacientes diabéticos não tratados têm risco maior de apresentar acidente vascular cerebral, infarto do miocárdio e doença vascular periférica do que pessoas que não têm diabetes. Isso reforça a necessidade de um diagnóstico precoce que permita evitar tais complicações.

Como Posso Saber se Estou Diabético?

O diagnóstico laboratorial pode ser feito de algumas formas - são considerados positivos os que apresentarem os seguintes resultados:

  • glicemia de jejum > 126 mg/dl (jejum de 8 horas)
  • glicemia casual (colhida em qualquer horário do dia, independente da última refeição realizada) > 200 mg/dl
  • glicemia > 200 mg/dl duas horas após sobrecarga oral de 75 gramas de glicose
  • hemoglobina glicada > 6,5%

Existe ainda outro grupo de pacientes, o dos pré-diabéticos, identificados por esses mesmos exames, que devem ser acompanhados de perto pois tem grande chance de tornarem-se diabéticos. Na verdade esses pacientes já devem ser submetidos a um tratamento preventivo que inclui mudança de hábitos alimentares, prática de atividade física ou mesmo a introdução de medicamentos. Os resultados que enquadram o paciente no grupo dos pré-diabéticos são:

  • glicemia de jejum > 100mg/dl e < 126 mg/dl
  • glicemia 2 horas após sobrecarga de 75 gramas de glicose oral entre 140 mg/dl e 200 mg/dl
  • hemoglobina glicada > 5,7% e < 6,5%

A Importância do Acompanhamento Médico:

É importante que o paciente compareça às consultas regularmente, conforme a determinação médica, nas quais ele deverá receber orientações sobre a doença e seu tratamento. Só um especialista saberá indicar de forma correta:

  • a orientação nutricional adequada,
  • como evitar complicações,
  • como usar insulina ou outros medicamentos,
  • como usar os aparelhos que medem a glicose (glicosímetros) e as canetas de insulina,
  • fornecer orientações sobre atividade física,
  • fornecer orientações de como proceder em situações de hipo e de hiperglicemia.

Esse aprendizado é fundamental não só para o bom controle do diabetes como também para garantir autonomia e independência ao paciente. É muito importante que ele realize suas atividades de rotina, viajar ou praticar esportes com muito mais segurança. É importante o envolvimento dos familiares com o tratamento do paciente diabético, visto que, muitas vezes, há uma mudança de hábitos, requerendo a adaptação de todo núcleo familiar.

Cardioser
  • Telefone
    71 3113-6900
Av. Tancredo Neves, 1632.
Edf. Salvador Trade Center (Torres Gêmeas), Torre Sul - Salas: 315/316/317
Caminho das Árvores - Cep: 41.820-020 - Salvador/Bahia/Brasil
E-mail: cardioser@cardioser.com.br
Diretora Técnica: Dra. Paloma Fonseca Santana - CREMEB 18777 - RQE 10807
Triunit Agência Criativa